Proteína de soja texturizada é o carro-chefe da Marsul, que embarca cerca de 10% de sua produção a vários países

Dizer que Montenegro ajuda a alimentar o mundo não é exagero. Entre as empresas da cidade que destinam seus produtos ao Exterior está a Marsul, que opera há 31 anos e está situada na rua Campos Netto, 1.595. A analista comercial de exportação Debora Hirt conta que a companhia atua principalmente no segmento de proteína de soja texturizada, um alimento bastante saudável e nutritivo. “Seja granulado ou em pó, esse é o item mais comercializado por nosso setor de exportação. Porém, a Marsul também produz condimentos — como chimichurri, por exemplo —, e blends proteicos. Além disso, estamos lançando outra linha de produtos veganos e vegetarianos”, revela.

A Marsul adquire a farinha de soja não modificada geneticamente, que chega a Montenegro de caminhão, e a processa conforme o uso que será dado posteriormente pelos clientes. Parte do produto finalizado é distribuído a empresas que, por sua vez, o vendem ao consumidor final em embalagens menores e rótulos próprios. Recentemente, Debora esteve em Assunção, capital do Paraguai, e encontrou o produto Marsul nas gôndolas de supermercados, mas aí com marcas locais.

Outro destino da proteína de soja é a composição e o enriquecimento de alimentos, como empanados, salsichas, mortadelas, almôndegas e hambúrgueres, por exemplo. “Somos fornecedores de grandes indústrias nacionais, como Aurora, Copacol, Frimesa, entre outras que atuam no segmento de frigoríficos, industrializando embutidos”, exemplifica a analista de exportação. Atualmente, cerca de 10% da produção da companhia montenegrina é embarcada para Paraguai, Uruguai, Chile, Bolívia, Filipinas, El Salvador, Colômbia, Panamá e Venezuela.

Deixe seu comentário