Mesmo com falta de efetivo, BM tem sido efetiva no combate ao tráfico

Combate. Desde o início do ano, BM prendeu 119 por esse tipo de crime

O 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) realizou, desde o começo do ano até o momento, 119 prisões por tráfico de drogas na região. Já são 19 a mais, na comparação com igual período do ano passado, quando foram 100 pessoas detidas por esse tipo de crime. O número representa um aumento de 19%.

O último preso foi um indivíduo pego traficando rua Das Alamandas, no Bairro Estação. Após monitorar o ponto de vendas de entorpecentes, a guarnição da Brigada o abordou, por volta da 1h30min de quarta-feira. Ele estava com 25 pedras de crack. Contudo, como a droga não estava embalada em porções individuais, não houve a prisão em flagrante.

O subcomandante do 5º BPM, capitão Oscar Bessi Filho, comemora o resultado obtido. Mesmo com a já quase histórica falta de efetivo, os policiais militares têm conseguido combater os traficantes. “Mostra que mesmo com a falta terrível de policiais na região, estamos persistindo, nossos policiais estão motivados e não querem dar descanso a esses bandidos”, frisa.

O capitão ressalta a importância da participação da comunidade para o desempenho satisfatório até o momento. Segundo ele, a Brigada Militar recebe, constantemente denúncias sobre a ocorrência desses crimes. Por outro lado, Bessi lamenta a grande quantidade de pontos de tráfico na cidade, financiada pelos usuários. “Graças à estupidez dessa gente, todos nós, inclusive eles mesmos, somos vítimas de violência, como assaltos e arrombamentos”, afirma.

O capitão salienta, ainda, o fato de a droga estar no centro de muitos crimes. Para ele, se as pessoas parassem de usar entorpecentes e produtos sem procedência, cerca de 90% das ocorrências não aconteceria. “Se eu enfrento a droga, eu enfrento com ela a violência doméstica, as mortes no trânsito, os homicídios, os arrombamentos, os assaltos, os furtos em comércio, a violência nas escolas, a exploração sexual de crianças e adolescentes, tudo”, afirma.

O delegado regional, Marcelo Farias Pereira, elogia o trabalho desenvolvido pela corporação em toda a região. Diz, inclusive, ter informações de que os próprios criminosos consideram a área de atuação do 5º BPM como uma das mais difíceis para se cometer delitos. “Percebemos o empenho e a dedicação da Brigada Militar. O pessoal têm feito uma atuação muito forte”, sublinha.

Compartilhar

Deixe seu comentário